Jornalista Nériton Ribeiro lança novo livro dia 17 em Ipameri

1 mes / Cultura

Sexta-feira, 17, o lançamento será na Casa do Artesão João de Barros

Nériton Ribeiro lança A Esperança por um Fio Jornalista egresso da Universidade Federal de Goiás com passagem de mais de 30 anos na vida pública, Nériton Ribeiro tem encontro marcado na próxima terça-feira, 14 de agosto de 2018, com amigos, familiares e o meio cultural goiano na Sala Dona Gercina Borges, no Palácio das Esmeraldas. 

A partir das 20 horas, ele estará autografando seu quarto livro, A Esperança por um Fio, um romance em que mescla ficção com realidade. Na sexta-feira, 17, o lançamento será na Casa do Artesão João de Barros, em Ipameri (GO). A obra perpassa um dos mais turbulentos períodos da história recente brasileira, a ditadura militar. “Pensei em escrever algo a respeito ao perceber o movimento de pessoas pedindo a volta dos militares ao poder. Só quem viveu isso sabe o que significa”, explica Nériton. 

O livro tem como ponto de partida a fictícia Entre Rios, não por acaso uma cidade interiorana com todas as características de Ipameri, rincão natal do autor. Em Entre Rios nasceu Fernando, jovem que como tantos outros tiveram de buscar um centro maior para prosseguir os estudos e a vida profissional. Em Brasília, a recém-inaugurada capital brasileira, o personagem testemunha toda a transformação política que levou o Brasil a um regime de exceção por 21 anos. Ao seu lado, Helena, estudante de engenharia que se tornou a mulher, parceira de todas as horas, e a mãe de seus filhos. A trajetória de Fernando e Helena é uma ficção, mas não o ambiente em que ela foi desenhada. Com riqueza de detalhes, Nériton Ribeiro relata a efervescência política da época, a tortura nos porões, as reações de antagonistas, de estudantes, de intelectuais e de artistas. O caminho do exílio, a saudade do Brasil, o reencontro após a anistia e a campanha Diretas Já, pela redemocratização. Todos os personagens que trouxeram dores e esperança num hiato de mais de quatro décadas da recente história brasileira estão na obra de Nériton Ribeiro. Fernando e Helena são os condutores de uma narrativa que enfatiza o “cruel e abusivo cerceamento das liberdades individuais e coletivas” do regime militar, como ressalta a também jornalista e professora universitária Raquel Mourão Brasil na capa do livro. O casal nasceu da imaginação de Nériton, um atento observador e um leitor voraz, mas traz muito da própria vivência do autor, que assistiu pessoalmente diversos dos acontecimentos que eterniza em sua obra. Para isso, Nériton utiliza imagens reais, fotografias que se tornaram icônicas da fase nebulosa do período, como da Passeata dos 100 mil (1968), da morte de Vladimir Herzog (1975), do atentado do Riocentro (1981), da campanha das Diretas Já em Goiânia (1984) e até mesmo do impeachment de Fernando Collor (1972). Fernando e Helena, na concepção de Nériton, são como borboletas – representadas na capa pela delicadeza da aquarela de Regina Ribeiro, arquiteta e artista plástica, mulher do autor. Embora efêmeras, as borboletas são transformadoras e, como a esperança, podem sempre ressurgir belas e vigorosas. 

O autor Jornalista formado pela terceira turma da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal de Goiás, Nériton Ribeiro atuou em veículos de comunicação de Goiânia. Entre 1972 e 1997 esteve à frente da Assessoria de Imprensa e Marketing do extinto Banco do Estado de Goiás (BEG). Em 2000 assumiu a presidência da Fundação Municipal de Desenvolvimento Comunitário (Fumdec), hoje Secretaria Municipal de Ação Social (Semas). Mais tarde ocupou cargos no governo estadual, como a gerência da Rede de Proteção Social da Secretaria Geral da Governadoria e a chefia de gabinete da Secretaria de Cultura. São também de sua autoria Rito de Passagem (2015), Carinhoso (2016) e Esperei por Você (2017

Veja também

Peças para veiculos, tratores, caminhões e implementos

Acessórios e tintas automotivas em geral


A Nacional Auto Peças

(64) 34911162

Termos de Usos Privacidade Contato

© 2005-2018. ipameri.net. Todos os direitos reservados.